LANÇAMENTO: DAFRA CITYCOM 300 I

O novo produto é classe A…

No início da semana estive em São Paulo, ops, em Campinas, para registrar o lançamento do novo modelo da Dafra, a maxi- scooter  Citycom 300 i. Antes de falar da moto, vale um parágrafo sobre o cenário do evento, a Fazenda Capuava, da família Diniz, do grupo Pão de Açúcar. Rapeize, é um lugar mágico, com lagos com capivaras, pacas, tatus, cotia não, hehe. Carneiros, cavalos e bois pastando solene no jardim dos Diniz, que só não vira tema de rock rural porque tem uma superpista no centro do mega-terreno. Quem construiu o local foi o falecido Alcides Diniz, fã de automobilismo e colecionador de carros de corrida. Hoje o autódromo é pouco utilizado, mas foi alugado pela Dafra para o lançamento, valeu turma!

A pista (parte, desculpem, fiquei tão entusiasmado que esqueci de registrar melhor…)

A Citycom não tem nada das comédias de situação americanas, é um produto sério, crível e desenvolvido em parceria com a SYM, do Sanyang Group, com quase 50 anos de história no mercado de Taiwan (Fornosa). A empresa  teve parceria técnica com a Honda por mais de 40 anos, e atualmente o acordo de tecnologia é com a Hyundai, gigante do setor automobilístico internacional. A Citycomo já está no mercado mundial há 3 anos, em  países como Espanha, Itália, França e EUA.

As adaptações para o Brasil, considerado pelos executivos da Dafra como “o mercado mais difícil do mundo” (segundo eles, as vias são péssimas e a consciência do consumidor idem; faz sentido) demoraram mais de um ano. Foram reforçados o radiador, sistema de frenagem, balança traseira e parafernália de combustível (ECU), para resistir aos corações e mentes tupiniquins, hehe.

Pelo que pude sentir na pista (andei centas voltas, inclusive na Dafra Smart que peguei emprestada com meu amigo fotógrafo Mário Villaescusa), a City é um grande avanço para o mercado nacional de scooters, com um produto moderno, eficiente e sobretudo, barato.  

A  Citycom 300 i, modelito 2011 que desembarca a partir do final deste mês nos 290m pontos de venda nas cores branca (estilo japa girl, bem maneira), azul (superelegante) e preto fosco (estilo vida bandida, hehe).  No Rio de Janeiro, além dos pontos de venda específicos, a City pode ser encontrada na Allan Motors, especialista em scooters.

 

O evento foi na garagem (é, garagem) do autódromo…

Aí vão algumas informações do release da empresa.

A City  tem inovações como  injeção eletrônica, transmissão automática CVT, rodas de liga leve aro 16”, freios a disco e tem preço público sugerido de R$ 12.290,00

- Com este lançamento, DAFRA alcança um novo patamar no segmento de duas rodas nacional, ampliando a oferta de motorização em sua linha de produtos

Principais destaques

Max Scooter DAFRA|SYM Citycom 300i

 

Motor

Potente e com ótimo aproveitamento em suaves acelerações, conta com excelentes respostas no acelerador. O som grave e abafado emanado pelo escapamento condiz com a aparência do scooter, transmitindo a sensação de força e até mesmo de maior cilindrada. Mesmo sendo equipado com câmbio automático CVT, o Citycom possui  com uma belíssima performance de freio motor.

Posição de pilotagem

A posição de pilotagem no Citycom é natural e muito confortável para o condutor e para o garupa. Seu largo selim propicia comodidade em pequenos ou longos percursos. O garupa, inclusive, se sentirá como se estivesse sentado em uma verdadeira “poltrona”, muito confortável com pedaleiras retráteis bem posicionadas e alça de apoio fixada de maneira cômoda, ao alcance dos braços do passageiro. O modelo conta, ainda, com pára-brisa, muito Buy Amoxil Online útil para a proteção aerodinâmica principalmente em altas velocidades.

Transmissão Automática CVT

A transmissão do Citycom possui rápidas saídas e grande linearidade de aceleração.

Suspensões

As suspensões, dignas da modernidade do projeto, são macias e com curso mais que suficiente para a utilização nos perímetros urbanos, que geralmente contém buracos, valetas, lombadas etc, assim como para a utilização em rodovias. O perfeito balanceamento das suspensões do Citycom é proveniente do conjunto pneus e rodas aro 16”.

Freios

Outro grande destaque do Citycom é o excelente poder de frenagem e a potência transmitida pelo ótimo tato nos manetes. Com isso, o equipamento garante muita segurança ao condutor.

Rodas e Pneus

Um grande diferencial do Citycom em relação a outros modelos do mercado, mesmo os scooters de maior cilindrada, fica por conta das rodas de aro 16” que representam um grande ponto à favor da estabilidade e da dirigibilidade, auxiliando o condutor a transpor com facilidade buracos e irregularidades no piso. Da mesma forma os pneus Metzeler contribuem para o melhor desempenho do modelo, tanto em curvas, quanto em frenagens e na condução em piso molhado.

Estabilidade

Contando Buy acai online com um chassi firme e rígido, o scooter é muito estável nas retas e curvas de baixas e altas velocidades, sem contar com sua ótima agilidade nas mudanças de trajetos.

Fácil acesso e manuseio de comandos

O Citycom possui painel completo e funcional e que oferece uma rápida leitura. Ao centro estão dispostos marcadores digitais de combustível, hodômetro total/parcial e relógio.

Segurança

O modelo contém um sistema importantíssimo, em que o condutor não pode partir se o cavalete lateral estiver acionado, visando assim a segurança do condutor e do garupa.

Faremos um teste completo da Dafra Citycom 300 i  em breve aqui no Mundomoto.

 Fique ligado, abrax!

Comentários

11 Respostas para “LANÇAMENTO: DAFRA CITYCOM 300 I”
  1. ORLINDO DA SILVA VIEIRA disse:

    MEU SONHO JA ALGUM TEMPO DESDE QUE CONHECI ESTA MOTO NÃO TIRO DA MINHA CABEÇA VOU COMPRA LA É MEU SONHO DE CONSUMO ESTOU TERMINANDO DE PAGAR UMA FACTOR E A PROXIMA VAI SER ESSA ESCUTER CITYCOM

  2. FABIAN NACER disse:

    DATA 16-11-2012 SÃO PAULO
    CONCESSIONÁRIAS DAFRA ATENDIMENTO NOTA ZERO, COMPROMISSO NOTA ZERO E CUSTO BENEFÍCIO TAMBÉM QUE NÃO VALE A PENA.
    Precisei fazer uma revisão de 6.000 km para minha DAFRA CITYCOM 300i e já acostumado que o atendimento da Dafra não é bom, procurei a concessionário na Av Santo Amaro em São Paulo com vários dias de antecedência para agendar.
    O gerente da loja me disse que era uma revisão mais detalhada , que precisava checar caixa de direção, fazer reaperto geral e demoraria um pouco e portanto me pediu para deixar logo cedo e pegar no fim da tarde.
    Eu explique que morava afastado de São Paulo e para não dar erro combinei o dia e o horário para deixar a moto com o Atendente Marcos. Cheguei no dia e horário marcados e reforcei o fato de que eu estaria em São Paulo excepcionalmente durante aquele dia para o tempo passar e voltar no fim da tarde para pegar a moto.
    Absurdo número 1 – a lâmpada do farol estava queimada e me deram a notícia que a lâmpada estava em falta e que iriam tentar conseguir
    Absurdo número 2 – a concessionário estava com as colunas demoronando e estava escorada com barras de ferro para não cair, tudo sujo, desarrumado, com pessoas sem uniforme e coisas espalhadas pelos balcões e cantos da loja. Nem mesmo uma guia rebaixada para a moto entrar a loja tinha.
    No fim do dia cheguei 30 minutos mais tarde do que me pediram para buscar a moto, às 16:30.
    Eles não tinham nem tocado na minha moto.
    Aí começou uma discussão, e como eles fechavam as 17:30, me disseram que iriam começar a revisão e me entregar em 40 minutos. Eu decidi esperar.
    Aí veio o gerente geral o mesmo que me disse que a revisão teria que ser feita com calma para me sugerir que eu fosse embora e buscasse a moto mais tarde.
    Eu expliquei que minha esposa tinha ido embora, que eu morava longe, que tinha programado aquele dia especialmente e que um táxi para minha casa sairia mais de R$ 100,00.
    Ele em nenhum momento propôs qualquer tipo de solução que aliviasse todo o transtorno que haviam me causado e insistia em deixar a revisão para outro dia.
    Finalmente acertamos que ele faria a revisão naquela hora e que eu teria que esperar até ficar pronta pois a revisão era mais delicada e podia demorar.
    Pude notar que seus mecânicos estavam já preparados para encerrar o dia e pegaram minha moto as 16;50h e fizeram toda a revisão em 52 minutos.
    Não estou tranquilo de que fizeram o reaperto geral e a checagem de todos os itens, mas eles estão garantindo que tudo foi feito em menos de 1 hora.
    Nota Zero para a Dafra e suas concessionárias. Já testei outras lojas e não melhora muito. Normalmente as lojas estão espremidas em imóveis inadequados e bagunçadas onde tudo fica apertado. Você liga e se o atendente esta ocupado pedem para você ligar depois ou te deixam esperando.
    FINAL – Não compre uma Dafra. Não vale a pena você gastar R$ 1000,00 a menos do que uma Yamaha ou uma Honda e passar por este tipo de coisa.
    LEMBRE-SE A DFRA PEDE UMA REVISÃO A CADA 3.000 KM SENÃO VOCÊ PERDE A GARANTIA. ISTO SIGNIFICA QUE A CADA 3 MESES VOCÊ TEM QUE PASSAR POR ISTO E ELES SEMPRES VÃO TE PEDIR UM DIA OU DOIS PARA FAZER O SERVIÇO. NÃO CONSEGUEM AGENDAR AS MOTOS COM HORÁRIO.
    CADA REVISÃO NÃO SAI POR MENOS DE R$ 300,00 ENTRE PEÇAS E SERVIÇOS. ISTO QUER DIZER QUE VOCÊ TEM QUE COLOCAR NO SEU MÊS UMA DESPESA CERTA DE R$ 100,00 SÓ COM MANUTENÇÃO. ISTO É MAIS CARO QUE MOTOS COMO A HONDA OU A BMW . EU SEI PORQUE TIVE AS DUAS.

  3. Rosemeire PP disse:

    Já andei de mobilete quando era criança e agora com 47 anos já tive a neo da yamaha, e atualmente estou de led da honda gosto muito da honda mas, ela é travada nos 90 e isto como trafégo na dutra as vezes preciso de mais velocidade e não adianta, ela não anda.Estou com muita vontade de comprar uma CITY COM 300 todos que vejo com esta moto pergunto e todos falam super bem.
    O meu problema é a falta de grana, estou juntando mas, não sei se eles aceitam minha led de entrada, alguém sabe me dar esta informação?
    Lógico que tem que ter o maior cuidado mas, é muito bom ter uma moto, deveria ter feito isto antes é muita liberdade e outra me chamam de gatinha é o maior barato, estou louca para comprar a minha CITY COM mas, sempre com o maior cuidado.
    Boa sorte a todos.

  4. Helio Carlos Pitton disse:

    Na minhã juventude, sempre andei de moto, mais por questões familiares, nessa época minhã mãe não permitia que uns de seus filhos tivesse moto, tinha Java na época, cheguei a ter uma Java de 250 cc, era o que tinha para a época, agora com os meus 59 anos, me habilitei e comprei uma Cyticom 300 i, branca linda, estou adorando, a moto faz maior sucesso aqui em Piracicaba onde moro, ainda vou convencer minha esposa a viajar comigo, tem um pouco de medo, mais o conforto e segurança da Cyticom vai fazer ela superar esse receio de motos.
    Uma das minhas melhores aquisição, foi ter adquirido a Cyticom.

  5. Fausto Macieira disse:

    Valeu, Davi, belo depoimrento, bem vindo ao Mundomoto!
    Abrax!

  6. davi disse:

    SAudações a todos!

    Comprei uma Citycom 2011/2012 e estou com ela há 4 dias. Qdo a recebi, da cc Kelt Motors(Pelotas/RS) zerada, fiz uma viagem de 260Km de Pelotas a Porto Alegre(onde moro) via BR 116 e posso atestar tudo o que foi escrito acima!!
    Excelentes estabilidade, frenagem e conforto!!
    Excelente retomada de velocidade;
    Motor silencioso;
    Consumo de 25Km/l(na estrada).
    Só achei a suspensão traseira meio dura(possui 4 regulagens e vem no nível 3 de fábrica) o que a faz pular um pouco em ondulações e buracos. Mas talvez seja uma questão de regular!De velocidade final, na estrada, cheguei a 152Km/h. E oha que esta é minha primeira moto e esta foi a primeira vez em que viajei de moto em uma estrada!
    Sempre tive medo de moto, inclusive perdi um irmão, por imprudência dele, de acidente de moto.
    Mas a estabilidade e segurança que a Citycom me transmitem fazem com que me sinta muito confortável e seguro ao pilotala!
    È uma baita moto e vale os 12. 680R$ que paguei por ela. Poderia ter investido este dinheiro em trocar meu Civic por outro carro, mas decidi superar o trauma de motos e experimentar o mundo das 2 rodas!!! Não me arrependi! Daqui a um tempo, comprarei uma moto de muito maior cilindrada, mas tem de ser com câmbio automático!!!
    ATT.

    DAvi Costa dos Santos

    07/02/2012

  7. Lucivaldo Alves Menezes disse:

    Sou motociclista há 30 anos (1ª moto: 28/08/1980), e um entusiasta no mundo motociclístico. A despeito de ter andado tanto de moto (já computo 400.000km “no lombo”), as scooters nunca me despertaram atenção alguma, devido à pequena roda que a maioria absoluta delas possuem, e aos buracos (crateras) encontrados em grande parte das vias brasileiras. Com o lançamento deste scooter de rodas grandes, comecei a me despertar, também, para este tipo de veículo. Lógico, que sem abandonar, de forma alguma minha velha e boa companheira (Falcon 2001), que já me acompanha há quase uma década. Se tudo correr bem, e os anjos disserem “amém”, logo,logo, a minha Falcon terá uma bela companhia. Parabéns Dafra! E muito sucesso neste novo lançamento.

  8. parker disse:

    Wow… com rodas aro 16 nem sei se dá para chamar isso de Scooter (até aro 13 ainda vai…).
    Contudo isso deve ajudar muito na estabilidade do veículo, especialmente no convívio com “the brazilian holes” !!! LOL
    Com 23 CV e 260cc não vai faltar força. Mas o “burrico” pesa 183kg !!
    O que pesa também, mas no bolso, é o precito de R$ 12.300
    Mas tá valendo. Não é a “minha praia” mas quanto mais variedade no mercado melhor !

  9. Fabrizio disse:

    Tive a oportunidade de andar numa dessas na Itália em 2009. Era cor grafite. Muito bem construída, acabamento muito bom que em nada lembra o “pato feio” da Dafra (a Laser); na estrada peguei 145 por hora no velocímetro e me pareceu que ainda tinha fôlego para andar mais.
    Fui numa concessionária Dafra aqui em Goiânia mas a moto não estava lá ainda… Se a do Brasil ficar igualzinha à de lá essa moto é show mesmo!

  10. Fabio Martins disse:

    Soube também que a DAFRA está firmando uma parceria aqui no Rio de Janeiro com uma loja especilizada em Scooters para iniciar a comercialização desse Produto. A loja é ALAN MOTORS, que possui uma rede de concessionária nos locais mais luxuosos do RIO ( Barra da Tijuca, Botafogo, Leblon e Búzios).

    Eles devem estar se alinhando com os profissionais e especiliastas em scooters de nosso mercado para que possam ter credibilidade com esse novo lançamento, pois as lojas da ALAN MOTORS só vendem scooters de primeira linha beverly 250cc, MP3, Vespas e também uma nova scooter de luxo grande ( Max 50cc), que o próprio nome do fornecedor já diz tudo, Scooters Premium.

    Agora realmente acredito que esse produto deva ser bom, pois a ALAN MOTORS não iria queimar seu nome com scooters Dafra de baixa qualidade . Nessa parceira com a SYM, a Dafra aposta em modelos de luxo, e a ALAN MOTORS já deve conhecer essa produto da SYM lá da Europa, e por isso apostou na parceria para a venda dessa nova scooter.

  11. Paulo Franco disse:

    Sempre é bom ver um novo lançamento, mas… e o autódromo, Fausto?
    Já tinha ouvido falar dele, sei que tem o dos DIMEP (Dimas de Melo Pimenta) tambem, mas fotinhos até então, nicas, rien!
    Conta tudo, mano véio!
    Comprimento total, da reta, qtas curvas, de alta, de baixa, se tem variação de altitude, qto é?
    Enfim, aquela “geral” básica da ROTA as duas da manhã, em Diadema!

Falae, rapá

Solte o verbo, mas sem pesar a mão...
e se quiser incluir um avatar para seus comentários, crie o seu gravatar!